10 de jan de 2013

PERU QUE SERIA SERVIDO NO NATAL É ADOTADO APÓS SER SALVO DA MORTE

      A convivência ilustra o companheirismo possível entre animais de espécies diferentes (Foto: Daily Mail)

Peru que seria servido no Natal é adotado por família após ser salvo da morte

Conheça Cranberry, uma perua salva da mesa de Natal que pensa que é um cachorro. Ela adora sair para passear, mora em um canil e até “late”, segundo informações do jornal Daily Mail.

Jerry e Dawn Watkins adotaram a ave depois que ela foi encontrada vagando próximo a um estacionamento. O casal ficou abismado quando viu que Cranberry logo gostou dos labradores Teal e Widgeon e começou a mostrar suas características caninas.

Jerry, de 55 anos, diretor nacional de uma associação que trabalha pelo bem-estar de cavalos, em Bristol, Inglaterra, disse: “Recebemos uma ligação de um membro que a viu solta. As pessoas da região geralmente avisam quando encontram animais perdidos. Elas sabem que abrigamos também outras espécies além de cavalos e burros.”

“Cranberry é uma ave muito amável e afetuosa. Tomamos muito cuidado ao apresentá-la aos cães, mas ela pareceu indiferente. Os cachorros ficaram intrigados e só queriam cheirá-la”, conta Watkins.

O surpreendente foi que a perua se tornou a líder do grupo de amigos caninos.

“É ela quem controla. Ela belisca a comida dos cachorros e eles nem sonham em tirá-la do pote deles. Agora ela tem a própria tigela de comida, mas ocasionalmente damos biscoitos feitos para cães para que ela pare de roubar a comida deles. Todas as manhãs a deixamos sair e os cachorros vão atrás”, fala Dawn.

“Uma vez que os animais se conhecem, eles entendem a linguagem corporal e o comportamento um do outro, por isso nada disso me surpreende. A única coisa que ela não faz é ir buscar o que jogamos. Ela só pega apenas o que vai comer.”

Cranberry tem também seu próprio canil, ao lado do dos cães. Mas ela muitas vezes pode ser encontrada dentro da casa, relaxando.

“Ela adora ser acariciada. Se você passar a mão nela, ela vai ficar molinha, agachar, é uma graça”, diz a tutora.

A perua gosta ainda de passear com os cães e se mostra sempre muito preocupada em proteger a família: “Se alguém vem andando em direção ao jardim, ela avisa e anda perto do calcanhar da pessoa, como se fosse um cachorro mesmo. Ela é uma ave grande e algumas pessoas ficam desconcertadas, mas ela é apenas curiosa”, conta o tutor.

“Não existem muitos perus que gostem ser acariciados e mimados. Eles geralmente gostam de ficar sozinhos, mas Cranberry quer ficar perto e agora faz parte da nossa família.”




Fonte: ANDA



Um comentário: