25 de mar de 2012

GLASS WALLS - PAREDES DE VIDRO ( PAUL MCCARTNEY )

 Paredes de Vidro

Assista :
http://youtu.be/9KndhCqrIdc

No vídeo "Glass Walls" (Paredes de Vidro), produzido pela PETA, Paul McCartney expõe de forma detalhada e contundente a indústria de carnes, ovos e leite.

Legendado em português.



21 de mar de 2012

PASTA DE SOJA BEM ME QUER

Pasta de Soja Bem Me Quer 
 
 Alinhada com a tendência da gastronomia funcional, a Palmabrás insere no seu portfólio de produtos a pasta de soja. Com um sabor maravilhoso e textura homogênea, é ideal para ser degustada no café da manhã, no lanche ou em canapés. É apresentada em 6 versões: alho,alho poró, azeitona preta e verde, berinjela, cenoura.
O produto, segundo a embalagem, é isento de lactose, colesterol, sem gordura trans, sem glúten, sem adição de produtos químicos, não transgênico.

18 de mar de 2012

TORTA DE MORANGO ( VEGANA )

Ingredientes da massa:
1 pacote de biscoito maisena (Aymoré não contém leite)
4 colheres de sopa de creme vegetal (margarina sem leite)

.
Triturar o biscoito até virar uma farinha. Misturar a farinha do biscoito com o creme vegetal até formar uma massa homogênea. Forrar a massa num tabuleiro de forma retirável ou num refratário, e levar a massa ao forno médio/alto, cerca de 210º C, por 15 min ou até ficar dourada.
.
Ingredientes do creme branco:
500ml de leite de soja (usei o da Yoki especial para receitas, de embalagem azul marinho)
1/2 xícara de açúcar
1/3 de xícara de maisena
algumas gotas de essência de baunilha
.
Dissolver a maisena no leite de soja e no açúcar e em seguida levar ao fogo, cozinhando até o creme engrossar e ficar com consistência de mingau. Desligar o fogo e deixar esfriar separado.
.
Ingredientes da calda de morango:
1 caixinha de morangos
1/2 xícara de açúcar
1/4 de xícara de água
.
Cortar os morangos em cubos, levar ao fogo com o açúcar e a água, cozinhando até ferver. O ponto é quando a calda já está bem vermelha.
.
Montagem:
Colocar o creme branco sobre a massa, em seguida colocar a calda de morango por cima e decorar com morangos, levar à geladeira por algumas horas e servir.

Fonte: Cozinha Vegetariana

14 de mar de 2012

A CRUELDADE NA INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

 Por que veganos não consomem leite?

O leite animal não vem de vacas felizes e bem tratadas.
Ele é fruto da exploração de seres inocentes. Resultado de uma vida de encarceiramento, escravidão, tortura e sofrimento de animais sensíveis que nasceram para ser livres.


Como Funciona

Assim como uma mulher e como todos os mamíferos, a vaca produz leite durante o período de gestação e no período pós-parto.
A fim de manter a produção ininterrupta de leite, vacas são forçadas, ano após ano, a passar por um ciclo interminável de gravidez e nascimento, sendo inseminadas artificialmente, só para ter seus filhotes imediatamente tiradas delas.

Para  prolongar o período de produção de leite, é preciso que a mama do animal seja estimulada pela ordenha.


A grande demanda por produtos lácteos implica em grande sofrimento para as vacas, fazendo com que elas produzam além de seu limite natural. Atualmente, uma vaca produz dez vezes mais leite do que sua natureza permitiria, por conta dos hormônios de crescimento que são ministrados para que produzam uma quantidade imensa de leite e da ordenha mecanizada.

Por serem constantemente ordenhadas por máquinas e consumirem rações e hormônios que fazem com que a produção de leite cresça acima do normal da espécie, as vacas sofrem de doenças, como a mastite, que é a inflamação da glândula mamária, causando dor e sofrimento a esses animais.


As vacas são tratadas como máquinas. Não tomam sol, não amamentam seus filhotes, e para combater as doenças, vários antibióticos lhe são ministrados além dos pesticidas, e tudo isso vai para o leite.


O NASCIMENTO E A SEPARAÇÃO DOS BEZERROS


Inseminações artificiais, partos forçados, ter seus filhotes covardemente arrancados, e ser incessantemente ordenhadas, são algumas coisas que as vacas leiteiras que são exploradas pela indústria são forçadas a suportar.

Quando nascem os bebês, os fazendeiros separam imediatamente os filhotes de suas mães,
para que os seres humanos tenham esse leite que seria do bezerro.
Os que não são mortos, choram pela presença de suas mães por até 20 dias. As mães, por sua vez, continuam berrando por suas crias por dias.


DESTINO DOS BEZERROS DA INDÚSTRIA

Se for uma fêmea:
Vai crescer e ser explorada como a mãe durante toda a sua curta vida.

Se for um macho:
Vai ser morto logo após o  nascimento para a produção de qualho animal para queijos – ou ficará trancado e acorrentado por cerca de
16 semanas, em minúsculos espaços de madeira (cerca de 1 ou 2 metros quadrados) sem poder se movimentar ou ingerir alimentos com ferro.
Isso para que fique literalmente anêmico e sua carne fique branca, e macia. O bebê macho é morto enquanto ainda é um bebê.
Esse tipo de carne repugnante chama-se vitela.



DESTINO

O destino das vacas exploradas pela indústria de laticínios é o mesmo dos animais considerados “de corte”: o matadouro
Essa alta produção de leite, anos de exploração e sofrimento, rapidamente desgasta os animais e, frequentemente, os leva ao colapso.
Não é lucrativo para a indústria manter as vacas vivas quando sua produção de leite declina.
Estas vacas então, fracas e muitas vezes doentes, são levadas para o abate, geralmente aos 5 ou 6 anos de idade, quando sua média normal de vida seria de mais de 20 anos.



Se você consome leite e derivados, você está financiando e dando continuidade a essa crueldade.


MALEFÍCIOS DO LEITE PARA A SAÚDE

O leite de vaca é um fluido insalubre de animais, na maioria das vezes, doentes que contém uma gama ampla de substâncias perigosas e causadoras de alergias, intoxicações e doenças, com efeito prejudicial e cumulativo sobre todos os humanos que o consomem.

TODO leite de vaca contém 59 hormônios ativos, vários alergenos, gordura saturada e colesterol.

A maior parte do leite de vaca contém quantidades mensuráveis de herbicidas, pesticidas, dioxinas (até 2.200 vezes o nível aceitável), até 52 antibióticos, sangue, pus, fezes, bactérias e vírus.

O leite da vaca pode conter ainda resíduos de tudo o que a vaca come, inclusive coisas como radiativos de testes nucleares.

E, muita adrenalina e dor, pois a vaca escuta o seu bezerro chorar 24 horas/dia, já que o leite que seria do bezerro é praticamente todo direcionado para o consumo humano.

O leite de cada um dos mais de 4.700 mamíferos da face da terra é formulado especificamente para a sua espécie.

Neles encontramos lactoferrinas e imunoglobulinas, agentes imunizantes específicos de cada animal, que funcionam como alergenos para seres humanos.

Combustível de tumores

Daqueles 59 hormônios do leite, um é o poderoso hormônio do CRESCIMENTO chamado IGF-1 (Insulin-like Growth Factor One - Fator de Crescimento similar à Insulina).

Por uma curiosidade da natureza ele é idêntico no leite das vacas e dos humanos. Considere que este hormônio serve de "combustível" para qualquer crescimento acelerado, entre eles os tumores e cânceres.

A medicina já considera que o IGF-1 é um fator-chave no crescimento rápido e na proliferação dos cânceres de seio, próstata e cólon (intestino grosso), e suspeita-se que, provavelmente, pode promover TODOS os cânceres, entre eles os de estômago.

IGF-1 é componente natural de TODO leite, pois sua função é exatamente que o recém-nascido cresça com rapidez. Nós consumidores e responsáveis pelas crianças não pensamos a esse respeito, porque não temos a mínima idéia do problema, assim como muitos pediatras e médicos.

 Dr. Benjamin Spock, importante pediatra americano, declarou-se contra o consumo de leite de vaca na dieta das crianças, pois pode causar anemia, alergias e futuros dependentes de insulina devido à diabetes que provoca se consumido por um longo período de tempo.
O leite e os derivados também podem causar osteoporoses não preventivas, uma vez que contém alto nível de proteína, o que impede a produção de cálcio no organismo.
Estudantes da universidade de Harvard, depois de muitos estudos, afirmam que beber leite pode causar de fato osteoporose.



Fontes:
Vista-se
Instituto Nina Rosa
www.notmilk.com


"Uma injustiça continua sendo uma injustiça
mesmo que todo mundo a cometa".

11 de mar de 2012

PÃO MELADO COM RECHEIO DE BEIJINHO ( VEGANO )

Ingredientes:

Para a massa :

1 xícara de melado
250 g de creme vegetal
1 1/2 xícara de açúcar mascavo
1/2 colher (chá) de cravo
1 colher (chá) de gengibre
1 1/2 colher (chá) de canela
4 xícaras de farinha de trigo
1 colher (sopa) de cacau em pó
1/4 de xícara de leite de soja
1 colher (sopa) de fermento químico em pó

Para o recheio:
1 lata de leite condensado de soja
1 colher (sopa) de creme vegetal
Coco ralado a gosto

Para a cobertura:
1 kg de chocolate meio amargo

Preparo

Massa:
Misture em uma panela os 6 primeiros ingredientes, deixe em fogo baixo até levantar fervura. Tire do fogo e acrescente a farinha, o cacau e o leite de soja. Mexa bem e acrescente o fermento em pó, mexendo somente o suficiente para aderir a massa. Leve ao forno em uma assadeira ou em forminhas untadas, por cerca de vinte minutos, faça o teste do garfo. Retire do forno e deixe esfriar antes de cortar.

Recheio:
Em uma panela leve ao fogo todos os ingredientes e mexa até engrossar.

Cobertura:
Derreta o chocolate em banho maria até ficar liso e brilhante.

Finalização:
Corte o pão de melado, recheie, banhe no chocolate derretido e coloque para secar rapidamente na geladeira.

Fonte: Coletivo Vida

9 de mar de 2012

TOFU FRITO COM MOLHO TERIYAKI ( VEGANA )


Ingredientes :


- 200 g de tofu   firme
- Farofa pronta de  milho Yoki
- Óleo vegetal (para fritar)

Para o molho:


250 ml de shoyu
2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
1 colher (sopa) de saquê
Gengibre ralado a gosto
 (aproximadamente 50g)
1 colher (sopa) rasa de amido de milho
 (dissolvido em um pouco de água)

Preparo

Passe os cubos de tofu na farofa de milho
 e doure-os no óleo bem quente. 
Reserve-os sobre papel toalha. 

Molho:
Misture o shoyu, o açúcar, o saquê 
e o gengibre ralado numa panela e leve ao 
fogo médio até levantar fervura. 

Deixe cozinhar por alguns minutos e acrescente
 o amido, mexendo até engrossar e adquirir uma 
textura aveludada. 

Conserve em geladeira até a hora de usar.

Fonte: Receitas Veganas

LIVRO 'COZINHANDO SEM CRUELDADE'

Cozinhando Sem Crueldade

Além das mais de 300 receitas, capítulos específicos sobre alimentação infantil, compras, menus especiais, festas, nutrição, endereços úteis, perguntas e respostas, substituições alimentares, maneiras de alimentar seu cão e gato, endereços de onde encontrar produtos e instituições ligadas ao veganismo dentro e fora do Brasil.

São 18 capítulos de receitas: Café-da-Manhã, Leites Vegetais, Patês e Sanduíches, Sorvetes, Biscoitos, Tortas, Aperitivos, Saladas e Molhos, Sopas, Acompanhamentos, Pratos Principais, Substitutos da Carne Animal, Massas, Salgados, Sobremesas, Bolos sem Ovos, Bebidas e Festas.

Um livro 100% vegetal, para leitores 100% humanos.