5 de nov de 2013

TOFU


Rico em proteínas e poderoso na prevenção ao câncer de mama, o tofu alimentou valentes samurais e sábios monges budistas no Oriente.
No Ocidente, ele é um dos ingredientes mais versáteis na culinária vegetariana.


Há dois mil anos os chineses descobriram que misturando sal precipitado da água do mar ao leite de soja, o leite talhava e dava origem a uma espécie de coalhada vegetal, com sabor suave e textura macia. Os sacerdotes Kento que foram à China no final do século 8 estudar budismo, retornaram ao Japão com o produto na bagagem. Foi aí que ele ganhou o nome de tofu e se tornou componente obrigatório da dieta livre de proteínas animais que os monges budistas seguiam.

Gradualmente, o tofu passou a fazer parte das receitas culinárias da nobreza japonesa e dos samurais. Durante a era Edo (1603 a 1867) ele se popularizou e invadiu as mesas do Japão. O primeiro registro do termo tofu foi encontrado na China no ano de 1500. Não se sabe exatamente quando o tofu foi trazido ao mundo ocidental, mas o dicionário espanhol Vocabulario da Lingoa de Iapam, de 1603, é considerado o primeiro registro da palavra na Europa.

Propriedades Nutricionais

Por ser um derivado da soja, o tofu contém as mesmas propriedades da leguminosa. Em 100 g encontram-se 85% de água, 7,5 g de proteína e apenas 70 Kcal. "É uma fonte excelente de proteínas, além de ser rico em minerais como cálcio, fósforo e magnésio", esclarece a nutricionista Natália Chede.

O queijo de soja é um alimento muito prático e não requer nenhum preparo especial para que suas propriedades nutricionais sejam plenamente aproveitadas, conforme explica Natália. "A única recomendação é que se consuma preferencialmente o tofu feito com soja orgânica. Afora isso, todas as formas de consumi-lo são válidas (em saladas, sobremesas, sanduíches e burguers assados)".

Propriedades Medicinais

Estudiosos do Departamento de Medicina Preventiva da University of Southern California comprovaram que as mulheres americanas de ascendência asiática que consomem tofu e outros derivados da soja com mais frequência, têm menos chance de desenvolver câncer de mama.

Myrian Jorge confirma essa teoria: "Além de ser pouco calórico, o tofu ajuda sim no combate ao câncer de mama pois ele é rico em fitoestrógenos, substâncias químicas presentes na soja e semelhantes ao hormônio feminino".
Myrian ainda ensina como reduzir colesterol e calorias, ou adaptar receitas de bolos, biscoitos e tortas vegetarianas para veganas. "Substituir o ovo pelo tofu em algumas receitas é uma alternativa para reduzir a quantidade de gorduras e calorias dos alimentos. Basta bater o tofu com pouca água no liquidificador até obter um purê, cinco colheres desse purê equivalem a um ovo inteiro".

Curiosidades

Ao ser popularizado no Japão, em 1782, o tofu fez tanto sucesso que o livro de culinária Tofu Hyakuchin, que listava cem receitas à base do queijo de soja, foi bestseller. Versátil, o ingrediente pode ser usado de diversas maneiras: cozido, cru, no preparo de doces e salgados, mas uma das mais célebres receitas na China é o tofu recheado. Este era o prato preferido do fundador da dinastia Ming, Zhu Yuahzhang. O prato o remetia a lembranças da juventude quando passava fome e certo dia bateu à porta de uma senhora para pedir comida. Sem muito para oferecer, a senhora recheou um pedaço de tofu com legumes e vegetais cozidos. O sabor ficou tão marcante que, quando se tornou imperador, Zhu ordenou que o prato constasse no cardápio imperial.

Para celebrar a tradicional iguaria oriental, a cidade de Los Angeles nos Estados Unidos, organiza anualmente o Tofu Festival. A primeira edição aconteceu em 1996, e desde então o festival ganha mais patrocinadores e notoriedades. .

Tipos de tofu:

Há três tipos de tofu à venda: de consistência firme, semifirme ou soft, e pastoso.

Mantenha-o na geladeira. Depois de aberto, consuma em três dias, e troque diariamente a água. Não o congele, pois o sabor e a textura podem ficar comprometidos.

Benefícios para a saúde:

Estudos demonstram que, além de possuir alto valor nutricional, a soja auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares, câncer, osteoporose e diabete.

Coração: a ingestão de proteína de soja reduz a taxa do mau colesterol (LDL).As gorduras predominantes no grão são as poliinsaturadas e as monossaturadas,que não provocam obstrução de artérias.

Mama e próstata: os fitoestrógenos, substâncias químicas presentes na soja e semelhantes ao hormônio feminino, reduzem o risco de câncer de mama e de próstata..

Ossos: os fitoestrógenos podem aliviar sintomas decorrentes da falta dehormônios na menopausa e retardar a osteoporose.

Intestino e pâncreas: suas fibras ajudam no funcionamento do intestino e na redução dos níveis de glicose no sangue de diabéticos.


Fontes:
Revista dos Vegetarianos

Guia Vegano

Veja algumas deliciosas receitas com Tofu AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário