27 de jan de 2012

Farm To Fridge (Da Fazenda à Geladeira)





Farm To Fridge (Da Fazenda à Geladeira) 

 A verdade atrás dos produtos de origem animalque a Indústria não quer que você saiba.





O vídeo de 12 minutos revela o que acontece nos bastidores das indústrias que exploram frangos, porcos, vacas leiteiras, peixes, além de matadouros e chocadeiras, trazendo à luz o que essas indústrias escondem do público.

20 de jan de 2012

Forks Over Knives (Troque a Faca Pelo Garfo)

Forks Over Knives (Troque a Faca Pelo Garfo) 
O documentário que fez o músico Ozzy Osbourne ( entre muitas outros) se tornar vegano!

Assista aqui:
http://www.vista-se.com.br/saude/

Documentário que aborda um dos grandes problemas da sociedade moderna: os graves problemas de saúde que afetam parte significativa da população causados por um cardápio de alimentos de origem animal.

Apesar da mais avançada tecnologia médica no mundo, nós estamos mais doentes do que nunca. Os casos de diabetes estão aumentando, sobretudo entre a nossa população mais jovem.

Cerca de 50 da população toma, ao menos, um remédio receitado e as cirurgias de grande porte viraram rotina. Doença cardíaca, câncer e AVC são as três principais causas de morte no país, mesmo gastando-se bilhões anualmente para combatê-las.

Milhões sofrem de uma série de outras doenças degenerativas. Será que haveria uma solução única para todos esses problemas?

16 de jan de 2012

MEAT THE TRUTH - Uma verdade mais que inconveniente

Meat the Truth - Uma verdade mais que inconveniente


Assista:
http://youtu.be/u7LBPHtOBnk

Documentário que retrata as consequências do consumo da carne principalmente em relação ao meio ambiente, apontando a pecuária como o principal agravante do Aquecimento Global, até mesmo mais responsável pela devastação ambiental do que todos os meios de transporte do planeta juntos, segundo dados do IPCC (Painel

Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas).

É uma resposta ao documentário "An Inconvenient Truth" (Uma Verdade Incoveniente), protagonizado por Al Gore, que trata de muitas causas do Aquecimento Global, mas que deixa a questão da pecuária de lado (por motivos políticos). Também aborda questões sócio-político-econômicas como a questão alimentar e surpreende quando prova que a pecuária é responsável direta pela fome no planeta.

Assista e se surpreenda com o que somos capazes de prevenir apenas transformando nossos hábitos alimentares, mesmo que não completamente.

15 de jan de 2012

A CARNE É FRACA ( Nina Rosa )


A CARNE É FRACA ( Nina Rosa )

http://youtu.be/IKIBmppiIvM

A Carne é Fraca é um documentário produzido pelo Instituto Nina Rosa sobre os impactos que o ato de comer carne representa para a saúde humana, para os animais e para o meio-ambiente.
Este documentário foi indicado para o Festival Internacional de Cinema Ambiental.

"Alguma vez você já pensou na trajetória de um bife antes de chegar ao seu prato? Nós pesquisamos para você e contamos neste documentário aquilo que não é divulgado. Saiba dos impactos que o ato - aparentemente banal - de comer carne representa para a sua saúde, para os animais e para o planeta."





13 de jan de 2012

BROTOS - RECEITAS DA CULINÁRIA VIVA

Brotos - Receitas da culinária viva

Autora: Kathleen O'Bannon

"Cultive sua própria usina de energia,vitalidade e saúde!"

Neste livro você aprenderá a germinar sementes, a cultivar seus próprios brotos e a preparar com eles refeições saborosas, saudáveis e revigorantes.

Fonte de energia, vigor e saúde, há milhares de anos os brotos exercem importante papel na saúde e na alimentação de pessoas em todo o mundo. Quando germinados, eles liberam enzimas, minerais e vitaminas.Nenhum outro alimento vegetal oferece tamanha força vital. Cultivando-os, você terá vegetais frescos e vivos em sua própria cozinha – em qualquer época do ano. Os brotos:

• Protegem contra o câncer.
• Desintoxicam o organismo.
• Fornecem enzimas vitais.

Há vinte anos Kathleen O’Bannon ensina a germinar e a preparar brotos seguindo a filosofia de que a comida deve ter sabor, boa aparência e fazer bem. Já escreveu quatro livros sobre nutrição e alimentos naturais e é presença constante nos programas de televisão do Canadá e dos Estados Unidos.


_

10 de jan de 2012

Hamburguer de Soja Empanado Soja Mania



Hamburguer de Soja Empanado Soja Mania

Rico em ferro, cálcio e proteínas.
0% Colesterol e gosdura trans.



7 de jan de 2012

Uma Vida Interligada (A Life Connected)


Uma Vida Interligada (A Life Connected)

http://youtu.be/eSWh9RLWpcg

Um pequeno e excelente documentário educativo que apresenta importantes informações sobre questões éticas, ambientais, sustentabilidade e sociais dentro da temática do vegetarianismo e do consumo de produtos, que representa um assunto urgente e de vital importância para a sobrevivência de todo o planeta e da espécie humana, par
a o presente e o futuro. Não contém cenas fortes.

Ano: 2008
Produção: NonViolenceUnited.Org
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Gênero: Veganismo / Ativismo



4 de jan de 2012

ESPECISMO

O que é especismo ?

O especismo define-se pela discriminação arbitrária daqueles que não pertencem a uma determinada espécie. A maior parte dos humanos são especistas perante os restantes animais, uma vez que os consideram seres inferiores e os colocam num patamar abaixo do seu, não lhes conferindo qualquer tipo de direitos.

Os humanos pertencem ao grupo animal e como animais temos interesses e necessidades próprias. Estas emoções e necessidades não ocorrem apenas com os humanos, elas ocorrem independentemente da espécie à qual pertencemos, no entanto os humanos fazem uma grande diferença entre si e os outros animais. Os interesses dos humanos prevalecem sempre em detrimento dos interesses dos animais não-humanos.

A esta discriminação chamamos especismo.

Os defensores do especismo recorrem muitas vezes a argumentos que são facilmente deitados abaixo. Entre estes argumentos, os mais utilizados são:
-   para discriminar os animais não-humanos são que os animais (não-humanos) são uma espécie diferente
-   os outros animais sempre foram tratados assim não irá ser mudado agora.

Alguns especistas consideram ainda que a raça humana é superior, uma espécie de eleição com poder de domínio sobre a terra e sobre quem nela habita.

A capacidade de raciocinar dos humanos  também é muitas vezes utilizada como argumento para denegrir as outras espécies. Ao considerar este argumento não estamos a considerar as crianças pequenas cuja capacidade de raciocínio é limada ou até mesmo os adultos que devido a uma doença ou até a algum acidente ficaram com as suas capacidades de raciocínio limitadas. Será que esta limitação intelectual nos dá direito a explorar, abusar e explorar os outros humanos sem a sua permissão?

Outro argumento muitas vezes utilizado é a falta de empatia que temos com as outras espécies. A falta de empatia pode ser comparado a outro tipo de discriminação que ocorre entre humanos – o racismo.  Durante décadas exploramos e escravizamos outros humanos apenas pela diferença na cor de pele. Hoje exploramos e escravizamos outros animais apenas porque são diferentes e não sentimos empatia com eles.

Como animais não devemos considerar a empatia (ou a falta desta) como argumentos válidos, assim como a capacidade de raciocínio. Já vimos que a falta de empatia ocorre dentro da raça humana e a capacidade de raciocínio de cada um não nos dá o direito de abusar e explorar terceiros.

O especismo deve ser abolido pela capacidade que cada indivíduo tem de sentir, sofrer, desfrutar emoções e de sentir necessidades próprias. Todos os animais devem ser respeitados pois todos tem a capacidade de sofrer e de se sentirem afectados pelos actos que são feitos contra eles.

Ao renunciar o especismo estamos também a defender a igualdade entre todos os animais humanos e não-humanos. Não são raras as pessoas que se opõem fortemente à matança de cães e gatos para consumo, mas aceitam facilmente e incluem nos seus menus porcos, vacas e galinhas. Esta diferenciação prejudica fortemente todos os animais.


Fonte:  SociedadeVegan

3 de jan de 2012

PROGRESSO EM MATAELPINO - BOLAS EM VEZ DE TOUROS


Bolas em vez de touros

Em uma maravilhosa iniciativa, a cidade de Mataelpino (Espanha) adaptou-se aos novos tempos e de forma original, substituíu as largadas de touros por um evento semelhante, realmente divertido e o melhor de tudo... sem crueldade!
Nas festas de Mataelpino o touro foi substituído por uma bola gigante de material sintético com três metros de diâmetro.

A cidade, situada a cerca de 50 km de Madrid, celebra em agosto as suas festas tradicionais e integra no seu programa o “Boloencierro” que consiste na largada de bolas gigantes pelas ruas da vila que “correm” atrás dos foliões.

A ideia partiu de um vizinho da localidade que conta com cerca de 1.600 habitantes e mereceu grande difusão nos orgãos de comunicação social espanhóis pela originalidade e simbolismo do evento.