1 de fev de 2013

UNIÃO EUROPEIA PROÍBE TESTES DE COSMÉTICOS EM ANIMAIS



A partir de 11 de março a União Europeia vai proibir os testes de comésticos em animais.
A decisão inclui a importação e a venda de produtos testados.


A União Europeia acaba de anunciar que está banindo a importação e a comercialização de qualquer ingrediente ou produto de beleza que tenha sido testado em animais.
Ou seja, não só os países europeus devem deixar de fazer testes em animais como não serão vendidos itens que ainda o façam em outros países. A proibição inclui desde os produtos de higiêne aos de beleza. Dos sabonetes e pastas de dente a maquiagens e cremes de rosto.
Um passo histórico a favor do bem estar dos animais.

O anúncio foi feito esta semana pelo comissário europeu da Saúde e Defesa do Consumidor, Tonio Borg.
 "A decisão significa também que teremos de intensificar os esforços para o desenvolvimento, validação e aceitação de métodos alternativos, bem como o reconhecimento internacional desses meios", afirmou o comissário.
A novidade está sendo comemorada por ambientalistas e entidades de defesa dos animais.

Ativistas acreditam que a proibição possa constituir-se como inspiração para outros países, que ainda exigem os testes em animais, como é o caso da China.

"Trata-se, de fato, de um evento histórico que assinala o ápice de mais de 20 anos de campanha. Agora vamos aplicar a nossa decisão e determinação num palco global para garantir que o resto do mundo seguirá o mesmo caminho", prometeu Michelle Thew, diretora executiva da Cruelty Free International.

"Esta grande conquista na Europa é apenas o encerramento de um capítulo. O futuro da beleza deve ser sem crueldade" disse Paul McGreevy, diretor de valores internacionais da The Body Shop, marca inglesa que sempre foi contra testes em animais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário