26 de abr de 2013

JUSTIÇA EUROPEIA CONFIRMA EMBARGO A PRODUTOS DERIVADOS DA CAÇA DE FOCAS


Decisão foi divulgada nesta quinta por tribunal sediado em Luxemburgo.

A União Europeia considera cruéis os métodos de caça aplicados.

O Tribunal de Justiça da União Europeia confirmou nesta quinta-feira (25) a proibição de comercializar na Europa produtos derivados da caça de focas, indo contra a opinião dos caçadores do Canadá, Groenlândia e Noruega.

Com sede em Luxemburgo, o tribunal rejeitou o recurso apresentado principal organização inuit do Canadá, Inuit Tapiriit Kanatami (ITK), que pretendia anular a aplicação do regulamento europeu.

Desde 2010, a União Europeia proíbe o comércio de produtos de foca, com exceção da venda "sem fins de lucro" dos produtos procedentes da tradicional prática dos Inuits, comunidade de indígenas canadenses.

A UE considera cruéis os métodos de caça utilizados, em particular o uso de "hakapik", uma espécie de martelo com um gancho de metal para tonteá-las antes de despedaçá-las ainda vivas.

Canadá e Noruega, que matam todos os anos milhares de focas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário